REUNIÃO NO VIDA NOVA TRAÇA DIRETRIZES E MELHORIAS PARA VIVÊNCIA EM CONDOMÍNIO

  • Compartilhe nas redes Sociais

  • Aconteceu ontem, dia 21 de janeiro, a primeira reunião de pré-ocupação no empreendimento Vida Nova. O evento contou com a presença da Direção da Empresa Municipal de Desenvolvimento Habitacional de Piracicaba – EMDHAP, representantes da Construtora do ENPLAN, Administradora de Condomínio, Gestão Condominial e mais de 400 participantes entre titulares e familiares.

    A Diretora Administrativa Financeira da EMDHAP Katia Garcia Mesquita deu abertura a reunião dando boas-vindas a todos os participantes, apresentando os demais membros presentes e ressaltando a importância das reuniões para o desenvolvimento do Condomínio e consequentemente o bem-estar comum.

    Na sequência a Assistente Social da EMDHAP Karolina Lopes assumiu a palavra, falando sobre a ocupação e informando aos presentes o início do trabalho de caracterização residencial e fiscalização social, na intenção de averiguar os atuais ocupantes dos imóveis, a condição dos que estão residindo e a efetividade das mudanças. Foi informado aos presentes que as equipes técnicas sociais da EMDHAP junto a ordem policial estarão presentes, fiscalizando condições de tráfico no condomínio, fazendo valer os direitos e a segurança dos moradores.

    Na sequência, agentes da Construtora ENPLAN seguiram falando do novo plano de trabalho, atendendo a reinvindicações de moradores beneficiados e da direção da EMDHAP, para redimensionar os trabalhos dentro do empreendimento, visando atender da melhor forma os moradores.

    O Advogado Riciere direcionou sua fala a respeito da gestão condominial, apresentou aos presentes o plano de trabalho da gestão, suas atribuições, dimensões técnicas e operativas, respaldou quanto as atribuições do síndico quanto aos seus direitos e deveres e autonomia na tomada de decisões e resolução de determinados problemas de sua competência dentro do condomínio; intensificando que para o progresso e bem comum as normas condominiais devem ser respeitadas tão quanto a aplicabilidade da sindicância.

    Ao longo da reunião foram abordados temas de extrema relevância, tais como problemas construtivos do empreendimento e suas possíveis soluções. Conforme reivindicação dos moradores foi tratado a respeito da Caixa d´água, interfone, portaria e limpeza, na garantia de que até a primeira quinzena de fevereiro tais problemas caminharão rumo a solução emergente.

    No decorrer da reunião os moradores e síndicos tiveram a oportunidade de expor os problemas comuns, apontar possíveis ideias e tratar eventuais soluções.

    Texto: Vinícius Campos.
    Edição: Pedro Martins.