Boato sobre retirada de famílias para o Vida Nova é falso

  • Compartilhe nas redes Sociais

Ultimamente, um boato a respeito dos apartamentos do empreendimento Vida Nova I, II, III e IV, tem tomado grande repercussão pelas redes sociais. A Diretoria da EMDHAP reforça que a informação sobre a retirada de famílias de núcleos vulneráveis para o empreendimento é totalmente falsa.

O empreendimento Vida Nova vai beneficiar somente as famílias que se inscreveram no edital específico, realizado em 2015. No final do ano passado, os inscritos do empreendimento Vida Nova foram convocados a comparecerem na empresa habitacional, trazendo seus documentos para que fossem analisados novamente pela Caixa Econômica Federal, a partir do Programa Minha Casa Minha Vida.

Somente a Caixa Econômica é responsável pela elaboração da listagem de habilitados e não-habilitados para o empreendimento Vida Nova. A EMDHAP tem a responsabilidade de cuidar da demanda dos inscritos.

A empresa habitacional realizou a inscrição dos candidatos, fez a atualização de demanda dos mesmos e agora aguarda a listagem de habilitados da Caixa, para capacitá-los em palestras de vivência em condomínio, que terão o objetivo de preparar os futuros moradores ao cotidiano do empreendimento.

As ações da EMDHAP em favelas não são relacionadas com remoção de famílias para novas moradias. Infelizmente a empresa não tem um banco de casas, a única forma é a inscrição para novos empreendimentos. O último realizado foi em 2015 e atualmente não temos previsão para novas inscrições.

O serviço social da empresa habitacional realiza levantamento de famílias que moram em comunidades vulneráveis ou irregulares, esse levantamento serve para analisar se a área pode ser regularizada, realizando a ação de regularização fundiária ou urbanizada, nesse caso os dados dos moradores seriam repassados para a Prefeitura, a fim da ligação de água e energia elétrica para essas famílias, além de obras de asfaltamento e arruamento, sempre dependendo da viabilidade da área e orçamentária do município.

No dia 19 de abril, a empresa habitacional fez esclarecimento a respeito do Vida Nova com os seguintes dizeres:

“A EMDHAP –Empresa Municipal de Desenvolvimento Habitacional de Piracicaba vem esclarecer ao público em geral, de maneira especial os candidatos a beneficiários do empreendimento habitacional de interesse social Vida Nova I,II,III e IV, no âmbito do Programa Minha Casa Minha Vida Faixa 1/Caixa/Casa Paulista/Município/EMDHAP que:

1. Em nenhuma hipótese se pretende prejudicar quaisquer candidatos a beneficiários do empreendimento Vida Nova I, II III e IV.

2. Todos os candidatos a beneficiários do empreendimento de interesse social Vida Nova I,II,III e IV, devidamente hierarquizados conforme total de critérios obtidos, tiveram os respectivos dossiês encaminhados para análise da Caixa Econômica Federal.

3. Tão logo a EMDHAP receba a listagem da Caixa Econômica Federal, providenciará a publicação dos habilitados para a 1ª fase de entrega das unidades habitacionais correspondente a 600 (seiscentas) unidades.

4. a 1ª fase de entrega das unidades está condicionada à condição de habitabilidade das 600(seiscentas) unidades.

5. Somente após devidamente constatado o esgotamento dos candidatos habilitados pela CAIXA para o preenchimento da totalidade das unidades habitacionais para o Vida Nova I, II III e IV, qual seja, 1.200 (mil e duzentos) apartamentos e NA HIPÓTESE DE INSUFICIÊNCIA DOS MESMOS é que serão convocados os selecionados e hierarquizados constantes da listagem complementar do empreendimento habitacional Ipês Branco, Amarelo e Roxo.

6. Se o número de habilitados para o Vida Nova I, II III e IV for suficiente para o preenchimento dos 1.200(mil e duzentos) apartamentos NENHUM suplente dos Ipês Branco, Amarelo e Roxo será convocado pela EMDHAP ”.

    Texto: Lucia Teodoro, estagiária de Comunicação Foto: Christiano Diehl Neto